Antiga central hidroeléctrica de Rio Maior

Bem perto do centro de Rio Maior um espaço invadido por mato e canaviais com uma cascata e ponte de pedra com grande potencial para ser aproveitado como espaço de lazer e fruição do rio Maior No quadro do património natural e edificado do concelho de Rio Maior, o movimento Projecto de Cidadania considera que […]

Autor: Vítor Santos | 31 de Março de 2018

Bem perto do centro de Rio Maior um espaço invadido por mato e canaviais com uma cascata e ponte de pedra com grande potencial para ser aproveitado como espaço de lazer e fruição do rio Maior


No quadro do património natural e edificado do concelho de Rio Maior, o movimento Projecto de Cidadania considera que o espaço da antiga central hidroeléctrica de Rio Maior constitui uma mais valia que não pode continuar abandonada, desprezada e desperdiçada, como actualmente se encontra.

Está aqui bem perto do centro de Rio Maior um espaço invadido por mato e canaviais com uma cascata e ponte de pedra que têm um grande potencial para ser aproveitado como espaço de lazer e fruição das margens do leito do rio Maior.

Tem também um valor histórico e arqueológico. Para além da sua relação com o rio que dá nome à cidade, foi a partir dali que em 1928, pela primeira vez, a electricidade chegou a Rio Maior.

Devidamente recuperado com um parque de merendas e uma praia fluvial, poderá ser, não apenas um fator de qualidade de vida para a população local, mas também um ponto de atração turística.

O Movimento Projeto de Cidadania considera que com relativamente pouco esforço financeiro, mas com visão e força de vontade se poderá devolver este património aos riomaiorenses e a quem nos visita, a enquadrar numa reabilitação faseada da zona ribeirinha da cidade e do concelho.

Fica a reportagem em vídeo.

Deixe o seu comentário