Avistamentos de OVNIs na Irlanda do Norte

Irlanda do Norte registou um pequeno aumento de relatos de avistamentos OVNIs – objetos voadores não identificados

Ovnis
Autor: Adília Vieira | 27 de Dezembro de 2021

Em 2021, a Irlanda do Norte registou um pequeno aumento de relatos de avistamentos OVNIs [objetos voadores não identificados]. Para a polícia, a maior atenção das pessoas no céu pode estar relacionada com os confinamentos e também com as informações que chegam dos EUA sobre este tema.

Um sistema de vigilância CCTV [Circuito Fechado de Televisão], com câmaras colocadas em lugares estratégicos, pode captar um pouco de tudo — e na Irlanda no Norte tem vindo também a mostrar imagens de OVNIs [objetos voadores não identificados].

Segundo o The Guardian, a polícia recebeu informações quanto a oito avistamentos inexplicáveis em 2021, incluindo luzes brancas e “imagens estranhas” em CCTV. Olhando para os números, estes fenómenos aumentaram: em 2020 houve registo de seis e em 2019 foram apenas quatro.

Mas o que dizem as pessoas sobre o que avistam? Em janeiro, um relatório dava conta de uma nave espacial e luzes intermitentes na área de Downpatrick, em maio os relatos falavam em luzes brancas em Maghaberry e um disco estranho visto no céu na zona do Condado de Antrim.

Já em julho, surgiram as ditas “imagens estranhas” em CCTV numa casa na área de Newtownabbey e um objeto em forma de cúpula com oito luzes no céu foi reportado na área de Saintfield.

Por sua vez, em setembro foi recebido um relatório na área de Lisburn que referia a existência de “extraterrestres no quarto”, enquanto em outubro houve quem tivesse relatado ter sido raptado por extraterrestres. O último episódio, em novembro, identificava “luzes brilhantes incomuns no céu”.

De acordo com o jornal britânico, Nick Pope, porta-voz da polícia local, afirmou que não tinham sido realizadas investigações em relação a estes incidentes.

“É difícil dizer o que está por trás do pequeno aumento dos avistamentos”, disse. “A Covid-19 e os confinamentos podem ter desempenhado um papel nisto, com as pessoas a terem mais tempo durante a pandemia e talvez a detetarem coisas que anteriormente podem ter passado despercebidas”, sugeriu.

“Outra possibilidade é que as pessoas estejam a acompanhar a situação nos Estados Unidos, onde o Congresso está a levar o assunto a sério e o Pentágono lançou uma nova iniciativa sobre OVNIs”, apontou. “Isto pode tornar as pessoas mais propensas a relatar algo invulgar que tenham visto, porque envia a mensagem de que as autoridades levam o assunto a sério”.

Recorde-se que os EUA anunciaram, em 2020, a criação de uma unidade encarregada de estudar oficialmente objetos voadores não identificados, que se focará em detetar possíveis manobras de espionagem realizadas por adversários dos Estados Unidos — já que para o  Exército norte-americano, os OVNIs não têm nada a ver com possíveis extraterrestres, mas sim com adversários e inimigos muito reais.

Leia também