Benfica começa Champions com o pé direito

Benfica vence Maccabi-Haifa e começa ‘Champions’ com o pé direito. Golos de Rafa e Grimaldo na segunda parte fizeram o resultado final

Benfica vence Maccabi-Haifa
Autor: Horta e Costa | 6 de Setembro de 2022

O Benfica venceu esta terça-feira o Maccabi-Haifa por 2-0 na primeira jornada do Grupo H da Liga dos Campeões. Depois de uma primeira parte pouco inspirada, os encarnados marcaram dois golos no início do segundo tempo e mantiveram a vantagem até final.

Novidade na defesa, pouca inspiração no ataque

Roger Schmidt fez apenas uma alteração no onze inicial relativamente à vitória diante do Vizela no passado fim de semana, fazendo alinhar Alexander Bah no lugar de Gilberto na lateral direita.

Os primeiros quinze minutos mostraram um Benfica a assumir a iniciativa do jogo mas sem conseguir criar lances de perigo perante um Maccabi muito bem organizado e a pressionar os encarnados logo à saída da sua grande área; os israelitas procuravam sempre abrandar o ritmo da partida, para depois tentar rápidas transações, principalmente através do flanco esquerdo.

Perante um Maccabi sólido na sua zona mais recuada, os encarnados encontravam muitas dificuldades em chegar perto da baliza de Cohen; o primeiro remate digno desse nome surgiu apenas ao 17 minutos, contudo o livre de Grimaldo saiu muito ao lado.

O primeiro lance de verdadeiro perigo ocorreu à passagem da meia-hora; transição rápida dos encarnados e Rafa, em posição frontal, a atirar para boa defesa de Cohen. O intervalo chegava com um natural 0-0.

Um susto a começar e a eficácia a chegar

Ao intervalo ambas as equipas fizeram substituições; no Benfica entrou Petar Musa para o lugar de Gonçalo Ramos, enquanto que no Maccabi foi David a dar lugar a Atzily.

Jogo começou com a melhor oportunidade do jogo, e foi para o Maccabi; perda de bola de Florentino em zona proibitiva e Pierrot a atrapalhar-se na cara de Vlachodimos e a falhar o 0-1.

Perante a ameaça do adversário o Benfica acabou por ser mais eficaz, chegando ao golo quatro minutos depois; 50 minutos corridos e uma boa combinação pela esquerda permitiu a Grimaldo cruzar para o coração da área onde surgiu Rafa a desviar com um toque subtil para o fundo das redes israelitas.

O Maccabi, agora em desvantagem, estendeu-se mais no jogo, deixando mais espaços na retaguarda. Esses espaços haveriam de ser aproveitados pelo Benfica para chegar ao segundo golo; apenas quatro minutos após o 1-0, Grimaldo encontrou-se com terreno para progredir e de fora da área rematou forte para um golo de belo efeito. Dois golos no espaço de quatro minutos.

A partir daí foi o Maccabi a assumir o jogo, deixando muito espaço na sua retaguarda para os rápidos contra-ataques dos encarnados, principalmente através de Rafa; o avançado esteve perto de aproveitar o balanceamento ofensivo dos israelitas aos 74 minutos, mas acabou por decidir passar a um colega quando tinha caminho aberto para a baliza de Cohen.

Até final os encarnados foram controlando a partida, isto apesar dos vários esforços do Maccabi em chegar ao golo; os israelitas mostraram boa atitude, mas nem sempre associada com o engenho necessário. Vários foram os remates dos visitantes na segunda parte, mas essas tentativas nunca encontraram o caminho da baliza de Vlachodimos.

Até final a melhor oportunidade foi mesmo para o Benfica; já depois do minuto 90 o poste negou o golo a Enzo Fernández após remate do argentino já dentro da área.

Com este resultado o Benfica junta-se ao Paris Saint-Germain na liderança do Grupo H.

Deixe o seu comentário