Benfica despede-se da Liga Europa

Autor: Horta e Costa | 25 de Fevereiro de 2021

O Benfica perdeu ao final da tarde desta quinta-feira com o Arsenal, por 3-2, na segunda mão dos 16 avos de final da Liga Europa, em Atenas, reduto emprestado pelo Olympiakos aos ingleses, e diz assim adeus à prova europeia.

Sem oportunidades para nenhum dos lados, os primeiros 15 minutos mostraram duas equipas moderadas e sem vontade de correr grandes riscos. Apesar disso, nesta altura, era o Benfica quem mais procurava chegar ao golo. No entanto, foi o Arsenal quem inaugurou o marcador, aos 21 minutos. Na primeira aproximação à baliza encarnada, Saka assistiu para Aubameyang, que picou a bola por cima de Helton Leite e colocou o Arsenal em vantagem.

Apesar do golo sofrido, o Benfica foi ganhando confiança no jogo e começou a chegar com mais frequência a zonas de finalização. Com mais bola, os encarnados pressionavam mais alto e, aos 35 minutos, quase chegaram ao golo do empate. Na sequência de uma bola parada, Pizzi levantou para a área e Vertonghen desviou de cabeça, mas atirou para fora.

Depois da ameaça, veio a ação e, aos 43 minutos, os encarnados chegaram ao golo do empate. Na marcação de um livre, Diogo Gonçalves atirou forte e colocado, sem hipótese para Leno. Na estreia a marcar na Liga Europa, o jogador dos encarnados apontou um golaço que não vai esquecer tão cedo.

As equipas recolheram aos balneários com um empate a uma bola no marcador, depois de 45 minutos bem divididos. Sem grande brilho, a primeira parte do encontro não teve muitas oportunidades de golo e a prova disso é o golo do Benfica, que aconteceu no único remate dos encarnados à baliza dos ingleses.

Já na segunda parte, logo aos 50 minutos, Aubameyang apareceu sozinho na cara de Helton Leite e atirou para dentro da baliza encarnada, mas o lance foi invalidado por posição irregular do avançado internacional gabonês.

Menos de dez minutos depois, Jorge Jesus fez uma tripla substituição para refrescar a equipa numa altura em que o Arsenal ‘acampava’ no meio campo encarnado. Para inverter esta situação, o treinador dos encarnados tirou Seferovic, Taarabt e Pizzi para a entrada de Darwin Nuñéz, Gabriel e Everton.

Pouco depois, aos 61 minutos, Rafa fez a reviravolta e colocou o Benfica na frente do marcador e da eliminatória. O golo encarnado começou numa reposição de Helton Leite, Ceballos tentou o corte de cabeça, mas acabou por deixar a bola para Rafa. O jogador encarnado arrancou para a baliza arsenalista, tirou Leno da frente e atirou para o fundo da baliza vazia.

Mas, a vantagem do Benfica foi sol de pouca dura e, aos 67 minutos, Kieran Tierney devolveu a vantagem ao marcador. Após passe de Willian, o defesa escocês de 23 anos tirou Everton da frente e empatou novamente o encontro.

Já perto dos 90 minutos, e numa altura em que os gunners já não ameaçavam tanta a baliza encarnados, eis que Aubameyang bisou na partida. Saka cruzou para o segundo poste, Lucas Veríssimo deixou-se antecipar e o gabonês fez de cabeça o 3-2.

Deixe o seu comentário
últimas notícias
Leia também