Bruno de Carvalho é um morto-vivo

Álvaro Sobrinho, detentor de 30% da SAD do Sporting através da Holdimo, reagiu este sábado às declarações de Bruno de Carvalho que o acusou de não dar prestígio ao clube. Em entrevista à SIC Notícias, o empresário luso-angolano afirmou que não gostou de ouvir Bruno de Carvalho acusá-lo de não dar prestígio ao clube e […]

Autor: Vítor Santos | 19 de Maio de 2018

Álvaro Sobrinho, detentor de 30% da SAD do Sporting através da Holdimo, reagiu este sábado às declarações de Bruno de Carvalho que o acusou de não dar prestígio ao clube.

Em entrevista à SIC Notícias, o empresário luso-angolano afirmou que não gostou de ouvir Bruno de Carvalho acusá-lo de não dar prestígio ao clube e recordou a sua posição de accionista na SAD leonina.

“Bruno de Carvalho não me interessa para nada. É um morto-vivo, vindo do passado, que mente compulsivamente. É um disparate um assalariado vir dizer que o acionista é que tem de vender a sua participação. O acionista é que tem o poder de destituir o assalariado que está destruir a empresa”, começou por dizer Álvaro Sobrinho.

“Tenho falado com o Jorge Jesus para transmitir uma mensagem de confiança aos jogadores. Não acredito que eles rescindam”, revelou ainda o empresário luso-angolano.

Recorde-se que o empresário Álvaro Sobrinho pediu recentemente a demissão da direção da SAD do Sporting, frisando que a Holdimo, detentora de 30% das ações da sociedade, perdeu a confiança no elenco liderado por Bruno de Carvalho.

“A direção da Sporting SAD não merece a confiança do segundo maior acionista e deve apresentar a demissão”, disse Álvaro Sobrinho, em declarações ao Jornal Económico.

O empresário angolano acrescentou que “as empresas têm de ser geridas profissionalmente e não por emoção” e acusou Bruno de Carvalho de causar “imensos problemas e danos reputacionais” à SAD que gere o futebol profissional do Sporting.

Deixe o seu comentário
Leia também