opiniao, , , , " />
últimas

Cães, gatos e filhos do Papa Francisco

Publicado por Vítor Santos em 28 de Junho de 2019 | 22:53

Papa Francisco voltou a surpreender! Permitam-me que responda a este padre franciscano que, muito provavelmente teve filhos… mas nunca os assumiu

Siga-nos através do Facebook

O papa Francisco voltou a surpreender numa das suas mensagens aos fiéis. Francisco, na missa da última segunda-feira, falou sobre o casamento, perante quinze casais, e para além da fidelidade e da perseverança, o líder da Igreja Católica abordou o tema da fecundidade.

Num claro ataque a alguns hábitos dos “tempos modernos”, o papa Francisco faz mesmo referência aos casais que preferem ter animais de estimação em vez de filhos. “Mas é melhor talvez – mais cómodo – ter um cãozinho, dois gatos, e amor vai para o cão e os dois gatos. É verdade isto, ou não? Já viram isto, não é?”, perguntou o papa Francisco.

Permitam-me que responda a este padre franciscano que, muito provavelmente teve filhos… mas nunca os assumiu.

Senhor Jorge Mário Bergoglio,

Sua Santidade sabe do que está a falar? porventura conhece o conceito de VIDA ou de AMOR? Pois, se conhece, o seu conselho aos fieis da sua igreja é, no mínimo, patético, revelando falta de discernimento em relação às “leis e ensinamentos” da igreja que V. Exa. preside.

Como pode um gato ou um cão ocupar o espaço de um filho?! O senhor fala do que não sabe e comete o “pecado mortal” de aniquilar vidas em favorecimentos de outras vidas. Quando aconselha os seus fieis a terem filhos em vez de um cão ou um gato, V. Exa. está a condenar a VIDA!

Senhor Jorge Mário Bergoglio, a VIDA é muito mais que a Igreja Católica Apostólica Romana da qual o senhor é o Todo Poderoso. A VIDA é um todo sobe o qual que V. Exa. demonstra total ignorância e, tal como o seu antepassado franciscano, Santo António, após tentar pregar a palavra católica aos “hereges”, e que de nada serviu, decide então pregar aos peixes, já que mais ninguém se dignava a ouvi-lo, o senhor arrisca-se a ter de fazer um sermão a cães e gatos.

Ainda que tente entender as suas palavras, senhor Jorge Mário Bergoglio, entendo que existem outras formas menos ortodoxas para incentivar a natalidade entre os seres humanos sem estas ridículas “metáforas franciscanas”.

Importa ainda dizer que estas afirmações vindas de um líder da Igreja Católica, não une e incentiva a vida! Divide e destrói a VIDA.

Opinião: Vítor Santos


Deixe o seu comentário

Leia também

Notícias relacionadas
Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE