Cerca de 30 mil alunos sem aulas por falta de professores

Cerca de 30 mil alunos continuam sem aulas por falta de professores. Um número que apesar de estar a diminuir, ainda se encontra elevado

Aulas
Autor: Horta e Costa | 2 de Novembro de 2021

Existem atualmente cerca de 30 mil alunos a sofrer com a falta de professores, um número que apesar de estar a diminuir, ainda se encontra elevado, avança o ‘Correio da Manhã’ (CM).

“Estimamos que o número de alunos afetados por esta falta de professores ronde agora os 30 mil”, disse Vítor Godinho, da Federação Nacional de Professores (Fenprof), citado pelo jornal.

Segundo a mesma publicação, a plataforma informática do Ministério da Educação tinha, até à semana passada, 619 horários a concurso, havendo ainda alunos que continuam sem professor a uma ou mais disciplinas.

Apesar disso, o número de alunos afetados pela falta de professores reduziu face ao mês anterior, em que se registavam cerca de 50 mil neta situação, adianta ao ‘CM’, Vítor Godinho.

Segundo o responsável, “o número de horários lançados pelas escolas continua elevado, ainda que com um número médio de horas agora mais baixo”, sendo que os horários em falta têm em média 10 horas, menos quatro horas do que em outubro.

Para além disso, verifica-se também uma mudança nas disciplinas com maior falta de docentes, que agora são Física e Química (com 72 horários a concurso) e Português (65 horários). Antes, recorde-se, eram Informática e Matemática.

Deixe o seu comentário