Deputada Rubina Berardo dá morada errada à AR

Publicado por Vítor Santos em 24 de Abril de 2018 | 16:35

A deputada do PSD declarou viver na Madeira e recebe, desde que entrou para o Parlamento – em outubro de 2015 -, os subsídios e ajudas de custo correspondentes

A deputada do PSD declarou aos serviços da Assembleia da República, viver na Madeira apesar de residir em Lisboa com o seu agregado familiar e de trabalhar na capital desde 2012.

De entre todos os deputados das regiões autónomas, Rubina Berardo foi a única dos doze a vir a público afirmar que não levanta os reembolsos das viagens nos CTT. Só que o caso da vice-presidente da bancada parlamentar do PSD levanta outros problemas.

A deputada declarou viver na Madeira e recebe, desde que entrou para o Parlamento – em outubro de 2015 -, os subsídios e ajudas de custo correspondentes. No entanto, Rubina Berardo induziu em erro os serviços da AR.

Isto porque vive em Lisboa desde 2012, ano em que deixou o arquipélago para trabalhar na embaixada alemã como conselheira adjunta. Desde esse ano que reside na capital com o filho, que estuda numa escola de Lisboa.

Em declarações à revista VISÃO, a vice-presidente da bancada parlamentar do PSD, diz estar “de consciência tranquila”.

Rubina detém dupla cidadania, de Portuguesa e Alemã. A sua mãe, Ilse Everlien Berardo, é uma teóloga luterana alemã, responsável pela Igreja protestante de língua alemã na Madeira e o seu tio é Joe Berardo, empresário, e colecionador de arte português, sendo o mesmo uma das pessoas mais ricas em Portugal.

Deixe o seu comentário

Siga-nos através das redes sociais

últimas
Notícias Relacionadas
Leia também