Dívida atinge recorde nos 262 mil milhões de euros

Publicado por Vítor Santos em 1 de Junho de 2020 | 12:59

Dívida pública dá maior salto em 5 anos. Atinge recorde nos 262 mil milhões de euros, subindo 7.280 milhões em abril para os 262.056 milhões de euros

A dívida pública, na ótica de Maastricht (a que interessa a Bruxelas), subiu 7.280 milhões de euros — a maior subida mensal desde o início de 2015 (7.782 milhões em janeiro de 2015) — para os 262.056 milhões de euros em abril, o que representa o valor mais elevado de sempre do stock do endividamento público. Os dados foram divulgados esta segunda-feira pelo Banco de Portugal.

A subida é explicada pela emissão de obrigações de longo prazo, cujo valor passou de 146,9 mil milhões de euros em março para os 153 mil milhões de euros em abril, o que reflete uma subida de 6,1 mil milhões de euros num só mês. Nos títulos a curto prazo a subida foi de pouco superior a mil milhões dos 10 para os 11,1 mil milhões de euros.

Na nota de informação estatística, o Banco de Portugal explica o aumento: “Para este aumento contribuíram essencialmente as emissões de títulos de 7,2 mil milhões de euros efetuadas em abril, destacando-se uma emissão sindicada de uma obrigação do Tesouro realizada pela República Portuguesa de 5 mil milhões de euros“.

No primeiro trimestre, o rácio da dívida pública, isto é, o stock face à dimensão da economia, que é o indicador mais seguido a nível internacional, tinha subido para os 120,3% do PIB num período em que o PIB caiu 2,3%. O rácio da dívida pública tinha fechado 2019 nos 117,7% do PIB. O Governo esperava no OE2020 terminar 2020 nos 116,2% do PIB, mas a pandemia veio trocar as contas.

É de notar que a evolução do valor mensal da dívida pública é influenciada por vários fatores temporários em cada mês pelo que este valor é mais volátil do que o rácio face ao PIB. O esforço exigido ao Estado pela pandemia deverá explicar em parte esta subida repentina em abril, mas também é de notar que se aproxima o reembolso de dívida com 10 anos, no valor de quase 8 mil milhões de euros, de 15 de junho.

Os ativos em depósitos das administrações públicas aumentaram em 5,3 mil milhões de euros, indicando que Portugal reforçou a almofada financeira em abril. A dívida líquida de ativos em depósitos das administrações pública aumentou 1,9 mil milhões de euros em relação ao mês anterior, totalizando 237,1 mil milhões de euros.

Deixe o seu comentário

Siga-nos através das redes sociais

últimas
Notícias Relacionadas
Leia também