Estado português devia ter vergonha

Publicado por Vítor Santos em 14 de Fevereiro de 2018 | 18:05

Sob o título “Indecoroso”, Adriano Moreira escreveu um texto acerca da sustentabilidade das reformas VERGONHA é um cidadão ter que descontar 40 ou mais anos… [ ]

Sob o título “Indecoroso”, Adriano Moreira escreveu um texto acerca da sustentabilidade das reformas


VERGONHA é um cidadão ter que descontar 40 ou mais anos para receber reforma e aos deputados bastarem somente 3 ou 6 anos conforme o caso e que aos membros do Governo para cobrar a pensão máxima só precisam do juramento de posse.

VERGONHA é que os deputados sejam os únicos trabalhadores (???) deste país que estão isentos de 1/3 do seu salário em IRS… e reformarem-se com 100% enquanto os trabalhadores se reformam na base dos 80%.

VERGONHA é pôr na administração pública milhares de assessores (leia-se amigalhaços) com salários que desejariam os técnicos mais qualificados.

VERGONHA é a enorme quantidade de dinheiro destinado a apoiar os partidos, apoiados pelos mesmos políticos que vivem deles.

VERGONHA é que a um político não se exija a mínima prova de capacidade para exercer o cargo (e não falamos em intelectual ou cultural).

VERGONHA é o custo que representa para os contribuintes a comida, carros oficiais, motoristas, viagens (sempre em 1ª classe), cartões de créditos dos políticos.

VERGONHA é que S. Exas tenham quase 5 meses de férias ao ano (48 dias no Natal, uns 17 na Semana Santa mesmo que muitos se declarem não religiosos e uns 82 dias no Verão).

VERGONHA é S. Exas quando cessam um cargo manterem 80% do seu salário durante 18 meses.

VERGONHA é que ex-ministros e ex-secretários de Estado e altos cargos da política quando cessam são os únicos cidadãos deste país que podem legalmente acumular 2 salários do erário público.

VERGONHA é que se utilizem os meios de Comunicação Social para transmitir à Sociedade que os funcionários só representam encargos para o bolso dos contribuintes.

VERGONHA é ter residência em Sintra e cobrar ajudas de custo pela deslocação à capital do país porque diz viver em outra cidade.

Permitam-me acrescentar:

VERGONHOSO e ESCANDALOSO e depois de se saber o que se sabe, é morrerem mais de uma centena de pessoas sem que os responsáveis deste Governo sejam acusados de homicídio por negligência.

Vítor Santos

Deixe o seu comentário

Siga-nos através das redes sociais

últimas
Notícias Relacionadas
Leia também