Governo entrega exploração de lítio a acusado de fraude

Publicado por Vítor Santos em 14 de Abril de 2019 | 21:11

O Governo entregou por 35 anos a exploração de lítio em Montalegre, a um dos acusados da maior fraude com fundos comunitários de que há memória no país

António Marques

António Marques e Ricardo Pinheiro foram acusados pelo DCIAP da maior fraude na obtenção de fundos comunitários de que há memória em Portugal. Alegadamente terão participado no desvio de cerca de dez milhões de euros.

Agora estão em litígio por causa de um contrato de concessão milionário para exploração de lítio no município socialista de Montalegre, assinado com o Estado há duas semanas.

António Marques e Ricardo Pinheiro eram sócios quando ganharam direito à concessão através da empresa Lusorecursos Lda. Mas três dias antes da assinatura do contrato, Ricardo Pinheiro criou uma nova empresa e foi com ela que ganhou a licença para explorar lítio por 35 anos, sem estudo de impacto ambiental. Com parecer negativo ao estudo prévio e num processo à margem do concurso público que o Governo só irá lançar agora em maio.

Apesar de todas as dúvidas sobre a legalidade desta concessão, o secretário de Estado da Energia garante que está de consciência tranquila.

Fica o vídeo da investigação do Sexta às 9, da RTP

Deixe o seu comentário

Siga-nos através das redes sociais

últimas
Leia também
Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE