desporto, , , , " />
últimas

Futebol: Portugal dos empatas

Publicado por Horta e Costa em 25 de Março de 2019 | 22:29

Seleção Nacional voltou a empatar na Luz, num jogo em que criou muito perigo, mas voltou a mostrar sérios problemas no capítulo da finalização

Portugal - Sérvia

Siga-nos através do Facebook

Portugal somou hoje a segunda igualdade em outros tantos encontros no Grupo B de qualificação para o Europeu de 2020, ao empatar 1-1 com a Sérvia. Três dias depois do nulo com a Ucrânia, a equipa lusa ainda esteve a perder, por culpa de uma grande penalidade concretizada por Tadic, aos sete minutos, conseguindo chegar à igualdade aos 42′, por Danilo Pereira. Ronaldo saiu lesionado aos 31 minutos.

Com algumas mudanças no onze em relação ao empate frente à Ucrânia – Danilo, Rafa e Dyego Sousa entraram por troca com Rúben Neves, Moutinho e André Silva – Portugal começou a criar perigo logo aos 4 minutos, com William a atirar em excelente posição para o desvio de Spajic, após um momento de grande confusão na área da Sérvia.

No entanto, acabaria por ser a formação sérvia a chegar à vantagem, num penálti convertido por Tadic (7’), a castigar falta de Rui Patrício sobre Gacinovic, lance em que a defesa portuguesa, de resto, facilitou bastante. Foi a segunda vez que o extremo festejou na Luz – já o tinha feito pelo Ajax, frente ao Benfica, na Liga dos Campeões, em novembro do ano passado.

A partir daí, Portugal voltou a carregar sobre a Sérvia, mas do outro lado estava Dmitrovic, excelente a defender o remate de longe de Cristiano Ronaldo (9’) e a negar o golo a Rafa (15’), que aproveitava uma bola perdida na área.

Aos 28 minutos, nova contrariedade para Portugal. Cristiano Ronaldo parou uma corrida e caiu no relvado, pedindo a substituição. O capitão português acabou por sair dando lugar a Pizzi.

Enquanto a equipa das quinas se organizava após a alteração forçada, a Sérvia procurou subir no terreno, tendo em Tadic a sua unidade mais perigosa. Aos 34′ o extremo do Ajax trabalhou bem na área portuguesa e quase isolou um companheiro, mas Rui Patrício estava atento.

Portugal acabou por chegar à igualdade já perto do intervalo, numa excelente iniciativa de Danilo Pereira. O médio do FC Porto recebeu a bola na zona central, avançou no terreno e disparou um remate colocadíssimo, aproveitando a fraca pressão dos sérvios neste lance.

Depois de uma primeira parte repleta de incidências, o segundo tempo começou com menos intensidade, mas com ambas as equipas a criarem algum perigo. Aos 56 minutos, Ljajic atirou em excelente posição por cima da baliza de Rui Patrício, numa jogada que começou numa escorregadela de Raphael Guerreiro. Logo a seguir, Danilo, com espaço à entrada da área, tentou repetir o momento do golo, mas desta vez sem sucesso, rematando por cima.

Fernando Santos aproveitou para mexer no ataque e lançou André Silva para o lugar de Dyego Sousa. O avançado do Sevilha (66′) esteve perto da reviravolta, mas chegou atrasado ao cruzamento de Rafa. A melhor oportunidade para a equipa lusa, no entanto, estava guardada para o minuto 71: Rafa cruzou na esquerda para o coração da área, a bola sobrou depois para Bernardo, que toca para o desvio de Pizzi. O jogador do Benfica atira contra um defesa da Sérvia na linha de golo, a bola fica jogável na área, mas ninguém consegue finalizar.

Pouco depois, Rukavina cortou a bola com o braço, após cabeceamento de André Silva, o árbitro parece apontar para a marca dos 11 metros mas depois de consultar o assistente volta atrás na decisão.

Já com Gonçalo Guedes em campo (saiu Rafa), Portugal continuou a apertar o cerco, com a Sérvia a não conseguir sair do meio-campo defensivo, mas não houve forma de chegar ao 2-1.


Deixe o seu comentário

Leia também

Notícias relacionadas
Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE