Gás natural fica mais barato

Publicado por Horta e Costa em 2 de Abril de 2018 | 20:04

Para os consumidores domésticos, a descida será de 0,2%, entre julho de 2018 e junho de 2019. O Governo lembrou também que vai manter o… [ ]

Para os consumidores domésticos, a descida será de 0,2%, entre julho de 2018 e junho de 2019. O Governo lembrou também que vai manter o desconto de 31,2% sobre as tarifas transitórias de venda a clientes finais de gás natural


O preço do gás natural vai descer pelo terceiro ano consecutivo, de acordo com as tarifas aprovados esta segunda-feira pela Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE). Para os consumidores domésticos, a descida será de 0,2%, entre julho de 2018 e junho de 2019, face aos doze meses anteriores.

“Estas reduções resultaram das descidas nas tarifas de acesso às redes determinadas pela ERSE, conjugadas com os preços de energia sujeitos à cotação do mercado internacional. Durante este período regulatório, as tarifas de acesso às redes fixadas pela ERSE tiveram uma redução média anual de 6,9% para os consumidores domésticos e de 17,5% para os consumidores industriais”, referiu o regulador.

Clientes com consumos iguais ou inferiores a 10.000 metros cúbicos (consumidores domésticos e serviços) serão, no entanto, os beneficiários de reduções menos acentuadas. Consumos acima de 10.000 metros cúbicos (pequena indústria) vão ter uma redução de 4,2%, enquanto consumidores de média pressão (indústria) vão ver os preços cair em 5,2%.

O ministério da Economia considera que a descida nas tarifas, aliada ao efeito da inflação, contribui para “o reforço do poder de compra das famílias e da competitividade das empresas”.

“Este é o terceiro ano consecutivo em que os preços do gás natural descem para os consumidores domésticos, 0,2% como aconteceu com a eletricidade em 2018, depois da redução de -18,6%, em 2016/2017, e -1,1%, em 2017/2018”, sublinhou o ministério, em comunicado, acrescentando que pretende manter como prioridade a proteção dos consumidores economicamente vulneráveis.

“Nesse sentido, foi decidido manter em 2018/2019 o desconto de -31,2% sobre as tarifas transitórias de venda a clientes finais de gás natural, excluído o IVA, demais impostos, contribuições, taxas e juros de mora que sejam aplicáveis. Esta medida abrange cerca de 35 mil clientes”, acrescentou.

Após a elaboração a aprovação da proposta de tarifa, por parte da ERSE, o que irá acontecer dia 1 de junho, o Conselho Tarifário irá emitir um parecer nos 30 dias seguintes. As tarifas e preços regulados deverão entrar em vigor a 1 julho de 2018.

Deixe o seu comentário

Siga-nos através das redes sociais

últimas
Notícias Relacionadas
Leia também