Há 242 mil doentes à espera de cirurgias

Publicado por Vítor Santos em 17 de Agosto de 2020 | 12:04

Covid-19: Há 242 mil doentes à espera de cirurgias. Para 100 mil já passou o prazo clinicamente aceitável. Os dados são da Administração Central

Dos 242 mil pacientes em lista de espera para cirurgia em Maio, cerca de 43% (dois em cada cinco) ultrapassaram o «tempo máximo de resposta garantido», que corresponde ao prazo clinicamente aceitável para que a intervenção seja realizada, segundo o ‘Público’.

Os dados são da Administração Central do Sistema de Saúde (ACSS) e mostram que a pandemia da covid-19 afetou substancialmente o tempo de espera dos doentes nesta situação, com mais de 100 mil a aguardar por uma intervenção cirúrgica em Maio. Para além disto, cerca de 45 mil dos pacientes esperavam mais de um ano para realizar a cirurgia.

A ACSS esclarece que «a recuperação das listas de espera de cirurgia que se verificou em 2019 — com um aumento na ordem dos 10,4% de cirurgia programada e 27,1% na cirurgia de ambulatório — e que se mantinha crescente até Fevereiro, foi bruscamente interrompida devido ao surgimento da pandemia de covid-19», refere o organismo citado pelo ‘Público’.

Em Janeiro a lista de espera para operação contava com 242 mil pessoas, dos quais 171 mil aguardavam dentro do prazo considerado aceitável, o que significa que para 80.917 pacientes, esse prazo já tinha sido ultrapassado, segundo a mesma publicação.

Apesar de em Fevereiro o mesmo indicador ter diminuído, a partir daí foi sempre a aumentar: em Março 81.448 doentes estavam já fora do tempo de espera aceitável; no mês seguinte já eram 95.600 nesta situação e em Maio 103.912 pacientes, o que mostra a tendência crescente ao longo dos meses.

Deixe o seu comentário

Siga-nos através das redes sociais

últimas
Notícias Relacionadas
Leia também