Holanda é a vítima preferida de Cristiano - Mtv noticias: MTV24

Holanda é a vítima preferida de Cristiano

Liga das Nações: Portugal a 100 por cento a dois dias da final com a Holanda, uma das vítimas preferidas de Cristiano Ronaldo

A Holanda tem sido um dos ‘alvos’ favoritos de Cristiano Ronaldo com a camisola da seleção portuguesa de futebol, tendo assinado quatro golos frente à ‘laranja mecânica’, um dos deles determinante, no Euro2004, que decorreu em solo luso.

Foi em Lisboa, no Estádio José Alvalade, que Ronaldo assinou o seu segundo golo por Portugal, no triunfo por 2-1 sobre os holandeses, que valeu a primeira final de sempre da seleção nacional.

Quinze anos depois, o agora capitão da seleção nacional já leva 88 tentos.

Na altura com 19 anos, o avançado abriu o marcador aos 26 minutos, com um cabeceamento certeiro, após a marcação de um canto, e reforçou o sonho de Portugal chegar ao seu primeiro título europeu, que dias depois viria a ser totalmente ‘destruído’ pela Grécia.

Oito anos depois, igualmente numa fase final de um Europeu, mas ainda nos grupos, Ronaldo voltou a marcar à ‘laranja mecânica’, e por duas vezes, numa altura em que sofria algumas críticas.

O jogador formado no Sporting ficou em branco nas duas primeiras jornadas, perante Alemanha (derrota por 1-0) e Dinamarca (vitória por 3-2), mas assegurou a passagem de Portugal aos oitavos de final, num encontro em que a Holanda até esteve em vantagem.

Em Kharkiv, na Ucrânia, Van der Vaart colocou os holandeses na frente, mas Ronaldo, com um ‘bis’, deu a volta ao marcador e enviou o seu adversário mais cedo para casa.

Num contexto bem diferente, em agosto de 2013, em Faro, Ronaldo marcou bem perto do fim e impediu a vitória da Holanda, num particular (1-1).

Tudo a 100 por cento para o embate com os holandeses

A final, contra a Holanda, está agendada para as 19:45 e vai ter arbitragem do espanhol Undiano Mallenco.

A seleção portuguesa continuou hoje a preparar a final da Liga das Nações de futebol, agendada para domingo frente à Holanda, com um treino em que Fernando Santos teve todos os jogadores disponíveis.

No Estádio do Bessa, no Porto, o selecionador nacional contou com 22 jogadores, e não 23, já que o defesa central Pepe foi dispensado dos trabalhos da equipa, depois de se ter lesionado no encontro da meia-final com a Suíça (3-1).

Nos primeiros 15 minutos da sessão, que foram abertos à comunicação social, os jogadores de campo estiveram sempre a aquecer com bola, realizando exercícios de circulação, enquanto os três guarda-redes trabalharam à parte, como costuma ser habitual.

Depois da chuva e do mau tempo de quinta-feira, o sol fez hoje uma aparição tímida no treino da seleção portuguesa, que está a dois dias de defrontar a Holanda, na final da primeira edição da Liga das Nações.

Pepe é baixa certa nos planos de Fernando Santos, que no Estádio do Dragão vai poder contar com Danilo, depois de o médio ter falhado o duelo das meias-finais com os helvéticos, devido a castigo.

No sábado, Portugal volta a trabalhar no Bessa, prescindido do treino de adaptação ao relvado do Dragão, tal como aconteceu na véspera do embate com a Suíça.

Deixe o seu comentário
Publicado por Horta e Costa em 7 de Junho de 2019 | 14:08

Siga-nos através das redes sociais

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE