Igreja Católica aconselha abstinência sexual

Publicado por Vítor Santos em 14 de Fevereiro de 2018 | 20:21

A sexualidade é parte integrante da nossa vida. E se algum “padreco” lhe disser o contrário, mande-o levar num sítio que agora não digo Os… [ ]

A sexualidade é parte integrante da nossa vida. E se algum “padreco” lhe disser o contrário, mande-o levar num sítio que agora não digo


Os casais católicos que tenham recasado devem seguir uma “vida em continência”, ou sejam, sem a prática de relações sexuais. A recomendação foi deixada pelo Cardeal-patriarca de Lisboa, D. Manuel Clemente num documento publicado ontem, quarta-feira, com algumas normas que regulam o acesso aos sacramentos de pessoas em “situação irregular” — aquelas em que, depois de um casamento, houve rutura e união civil.

Nestes casos, o cardeal-patriarca aconselha aos casais que, nos casos em que não possa ser declarada a nulidade do casamento anterior, e por isso vive em situação irregular, se abstenham da prática de relações sexuais. Ainda que os católicos recasados possam, “em circunstâncias excepcionais”, aceder aos sacramentos, esta é a recomendação que a Igreja Católica Apostólica Romana lhes propõe.

Que a Igreja Católica (como de resto todas as demais religiões), exerça sobre as pessoas uma segregação feroz, baixando a auto-estima e explorando-as como se de gado se tratasse; até aceito! Porque só se deixa segregar e explorar por estas seitas organizadas quem quer.

Na época atual (ano de 2018), uma seita organizada pedir aos seus seguidores, crentes, rebanho ou o que lhes queiram chamar… que se abstenham de sexo com o seu parceiro(a) no segundo casamento, é algo que não lembraria ao diabo.

Um casal em segundas núpcias ser aconselhado a não ter relações sexuais é a mesma coisa que alguém, com fome, ter pão em casa e não o poder comer! E se a fome aperta… vai ter de comer fora.
E os padres! Cumprem o voto de abstinência sexual??? Cambada de mentecaptos sem um único neurónio nas suas cabeças! Mais valia que ficassem calados! Deste modo, evitariam cair num ridículo obsceno e intolerante.

Sexo não é pecado. Sexo é tão importante como comer, dormir, caminhar…

O sexo faz bem à saúde! Diminui o stress, reforça a auto-estima, atenua a dor, previne problemas urinários, emagrece diminui o risco de cancro, regula o sistema imunitário, faz bem ao coração, reforça o amor, ameniza a menopausa, protege a relação, promove a longevidade, potencia a fertilidade, combate as enxaquecas, melhora os níveis de testosterona, regula a menstruação, reduz a tensão arterial, melhora o sono, equilibra o humor.

A sexualidade é parte integrante da nossa vida. E se algum “padreco” lhe disser o contrário, mande-o levar num sítio que agora não digo.

Vítor Santos

Deixe o seu comentário

Siga-nos através das redes sociais

últimas
Notícias Relacionadas
Leia também