desporto, , , , "/>
últimas

Leão rugiu para a Europa

Publicado por Horta e Costa em 4 de Outubro de 2018 | 19:05

O Sporting ganhou esta quinta-feira, por 2-1, frente ao Vorskla Poltava. Ucranianos já cantavam vitória mas em 3 minutos o Leão rugiu para a Europa

Vorskla - Sporting

Siga-nos através do Facebook

O Sporting viajou esta quinta-feira para defrontar o Vorskla Poltava, da Ucrânia, na segunda jornada da Liga Europa. Embora os ‘leões’ tenham dominado posse de bola ao longo de toda a partida, sofreram um golo bastante cedo e não conseguiram fazer uso do domínio do jogo. Mas, nos últimos três minutos de jogo, o Sporting fez dois golos e saiu da Ucrânia com uma vitória.

A equipa dos ‘leões’ entra melhor no jogo com as linhas muito subidas e a pressionar bem. Já o Vorskla tenta as transições rápidas mas sem sucesso. No entanto, aos 10 minutos, um erro defensivo dos ‘leões’ deixa a equipa da casa na frente do marcador. Na sequência de um cruzamento para a área do Sporting, André Pinto corta a bola para a entrada da área e Kulach não desperdiça a oportunidade. Com uma autêntica ‘bomba’, o Vorskla começa a vencer.

Depois do golo sofrido, os ‘leões’ lutam para manter a posse de bola e fazem algumas tentivas à baliza adversária, mas nenhuma delas com sucesso, e apenas uma enquadrada. Do outro lado, os ucranianos do Vorskla estão recuados em bloco e decididos a defender o resultado com unhas e dentes.

Ao cair do pano, o Sporting fica muito perto de concretizar o empate. Depois de um cruzamento de Jefferson, Nani remata de frente para Shust, mas a reação rápida do guarda-redes do Vorskla nega o empate aos ‘leões’. Um minuto depois, Nani volta a fazer os adeptos leoninos tremer. O capitão do Sporting ganha a bola no primeiro poste, mas cabeceia por cima. Desperdiçadas estas duas oportunidades, a equipa de Peseiro vai para o intervalo a perder.

Embora tenha entrado bem no jogo, o Sporting teve uma exibição fraca e não foi capaz de chegar ao empate. Para dar a volta ao resultado, os ‘leões’ têm de fazer mais. A história complica-se para a equipa portuguesa que em toda a história nas competições europeias apenas conseguiu fazer uma reviravolta depois de ir para intervalo a perder – na vitória frente ao Astana por 3-1, em fevereiro.

Retomada a partida, José Peseiro decide não fazer qualquer alteração à sua equipa, apesar do domínio sem eficácia demonstrado na primeira parte. Aos 58 minutos e perante um Vorskla cada vez mais confiante, Peseiro tira Mané para lançar Fredy Montero e muda o sistema de 4x3x3 para 4x4x2, com o objetivo de criar uma frente de ataque mais incisiva.

No entanto, a vinte minutos no apito final, nenhuma das equipas conseguia criar oportunidades de golo. A partida disputa-se muito no meio-campo, mas não passa daí para nenhum dos lados. Para tentar, mais uma vez, virar o jogo o técnico português lança ainda Jovane Cabral e Raphinha, para os lugares de Petrovic e Diaby, respetivamente.

Ao minuto 90 e quando tu apontava para a derrota dos ‘leões’, Montero salva a equipa de Peseiro. Jefferson cruza para a área do Vorskla e Montero recebe de peito para de seguida puxar para o pé esquerdo e rematar para o empate. Três minutos depois, Jovane Cabral dá a vitória ao Sporting, com uma assistência de Bruno Fernandes.


Deixe o seu comentário

Leia também

Notícias relacionadas
Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE