desporto, , , , "/>
últimas

Mourinho deixa Manchester United

Publicado por Horta e Costa em 18 de Dezembro de 2018 | 15:34

José Mourinho foi demitido, esta terça-feira, do comando técnico do United. O clube inglês anunciou a saída do treinador no seu site oficial

José Mourinho

Siga-nos através do Facebook




O clube de Old Trafford já emitiu comunicado, onde confirma que será nomeado um técnico interino para ocupar o lugar do “Special One” até ao final da presente temporada.

De acordo com a Sky News, Michael Carrick e Kieron McKenna vão orientar os treinos nos próximos dias. O treinador interino deverá ser escolhido nas próximas 48 horas.

Eis o comunicado do clube britânico

“O Manchester United anuncia que o técnico José Mourinho deixou o clube, uma decisão que tem efeito imediato”.

O Clube gostaria de agradecer a José Mourinho pelo trabalho no Manchester United e deseja a melhor sorte ao técnico. Um treinador interino vai ser indicado até ao final da temporada, enquanto o clube inicia o processo para encontrar um novo treinador”, pode ler-se.

Recorde-se que ainda no dia de ontem, a imprensa britânica avançava que a direção do United pretendia manter o técnico até final da temporada. A derrota do fim de semana frente ao Liverpool por 3-1, acabou por ser a gota de água para o técnico português.

O português 55 anos chegou aos ‘red devils’ em 2016/17, época em que alcançou os únicos títulos no clube, a Taça da Liga inglesa e a Supertaça.

Após 17 jornadas, o técnico deixou o United no sexto lugar do campeonato, com 26 pontos, menos 19 do que o líder Liverpool.

Candidatos ao lugar

Depois do despedimento do técnico português, sucedem-se os nomes dos sucessores ao cargo ocupado pelo técnico português. Zinedine Zidane, técnico que saiu do Real Madrid, com um percurso verdadeiramente imaculado é um dos nomes apontados ao emblema de Old Trafford. Mauricio Pochettino, treinador do Tottenham, também é visto como um candidato de peso para assumir o banco do gigante de Manchester.

Indemnização milionária

O despedimento de José Mourinho pode render uma cláusula absolutamente milionária ao técnico português. O técnico tinha contrato com o emblema de Old Trafford até 2019/20 e poderá receber cerca de 26,7 milhões de euros, de acordo com a imprensa britânica.

Mourinho, o ‘Lonely One’

A saída do técnico português acabou por ser um desfecho previsível depois de um início de época tão conturbado, em que se destacam as confusões com jogadores, nomeadamente o confronto com Pogba e o futebol pobre praticado pelo equipa inglesa.

Foram várias as vozes que sublinhavam que o técnico era um homem só no emblema britânico.

As exibições da equipa não convenciam, e ainda no último domingo, Martim Keown, antigo jogador do Everton e do Arsenal, falou à ‘Football Focus’ onde frisou que Mourinho tinha deixado de ser ouvido.

“Mourinho? Os jogadores deviam deixar de o ouvir. As atuações deste Manchester United são as piores dos últimos 25 anos. Se mudam de treinador é outro problema, mas cada jogo do United é uma crise. Mourinho fez um trabalho incrível no passado, mas o ‘special one’ converteu-se no ‘lonely one’ (solitário)”.

O atirar da toalha ao chão do técnico e crise de identidadedo United

Após a derrota frente ao Liverpool, o técnico reconheceu que o título era algo impossível de alcançar nesta temporada.

“Se me perguntam se podemos ganhar o título, claro que não, é irreversível. Ainda podemos chegar ao quarto lugar, mas não vai ser fácil. De certeza que vamos terminar nos seis primeiros, mas o máximo que poderemos ambicionar é um dos lugares de acesso à Liga dos Campeões”, disse o técnico do United, citado pela cadeia de televisão inglesa, Sky Sports.

Com 19 pontos de distância para o primeiro classificado, Mourinho deixa mais um projeto inacabado, depois de ter entrado em 2016. No últimos seis jogos, o United tinha ganho apenas um.

Os problemas de Mourinho ao longo da temporada não se estenderam apenas aos relvados. Eram conhecidas também as divergências com o vice-presidente do clube Ed Woodward, isto depois do técnico se ter queixado inclusivamente nas conferências de imprensa de que os seus desejos no mercado de transferências não terem sido satisfeitos.

Depois dos reinado de Alex Ferguson, de mais de duas décadas, Mourinho acabou por ser o terceiro técnico a fracassar depois de Van Gaal e David Moyes, com os red devils a prolongarem a ‘seca’ de títulos na Premier League.

Foram 26 anos de Alex Ferguson no Manchester United, um fardo que tem sido demasiado pesado, que tem conduzido a uma crise de identidade, com demasiados altos e baixos para o gigante do futebol inglês.

Recordes negativos dão origem à saída

O United somou apenas 26 pontos depois de 17 jornadas sob o comando de José Mourinho. Foi o pior ‘score’ da equipa de Old Trafford desde a longínqua temporada de 1990-91.

Polémica com Pogba

Um dos momentos da temporada, que também terá contribuído para o desfecho inglório para o técnico português foi a polémica em torno de Pogba. O português, na partida frente ao Derby County, resolveu tirar o estatuto de capitão ao centrocampista francês. Mas não foi só Pogba que foi alvo de críticas, ainda na partida da semana passada frente ao Valência (derrota por 3-2), o técnico tinha criticado os suplentes, que não tinham correspondido ao voto de confiança do português. “Eu espero mais dos meus jogadores, especialmente jogadores que toda semana vocês me perguntam ‘por que não jogam?’ e ‘porque não são titulares?’.

Entretanto o jogador francês já reagiu à saída do técnico nas redes sociais, mas acabou por apagar o post.


Deixe o seu comentário

Leia também

Notícias relacionadas
Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE