falta medicamentos, , , , "/>
últimas

Não há vacinas da gripe

Publicado por Adília Vieira em 13 de Novembro de 2018 | 14:42

Não há vacinas da gripe, mas a diretora-geral da Saúde, Graça Freitas, garante não existir nenhuma rutura de stock

Vacina da gripe

Siga-nos através do Facebook

A diretora-geral da Saúde, Graça Freitas, garante não existir nenhuma rutura de stock da vacina da gripe e afirma que a partir desta quarta-feira tudo ficará normalizado nas farmácias nacionais.

Nos últimos dias circulou a informação de que a vacina estava a faltar em algumas farmácias e centros de saúde porque os portugueses aderiram em força à campanha de vacinação deste ano, escreve a RTP.

De acordo com Graças Freitas o que se passou é que a empresa fornecedora das vacinas teve um problema e o número de vacinas programado não esteve acessível no período programado.

“Há mais ou menos duas semanas fomos informados pela firma que nos fornece a vacina que tinha havido um problema na produção e que portanto tínhamos de ultrapassar essa falha no fornecimento com procura de outros mercados”, diz.

1,4 milhões de doses

A responsável garante que o problema já foi resolvido e que Portugal vai contar com as 1,4 milhões de doses da vacina para a gripe previstas para este ano.

Em cinco semanas (1 de outubro e 7 de novembro), as farmácias venderam 311 592 vacinas, mais de metade do total dispensado no ano passado (518 087), segundo dados da Associação Nacional de Farmácias (ANF).

Nos centros de saúde, a adesão tem sido superior ao que que é habitual no início da campanha.

No boletim semanal sobre a “Saúde Sazonal”, emitido pela Direção-Geral da Saúde, constata-se que, na primeira semana de vacinação (de 15 a 21 de outubro), o número de vacinas administradas foi muito superior (quase o dobro) ao das primeiras semanas de anos anteriores: a rondar as 180 mil vacinas.

Na semana seguinte, foram dadas cerca de 200 mil.


Deixe o seu comentário

Leia também

Notícias relacionadas
Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE