O problema do Sporting chama-se Marta Soares

Bruno de Carvalho diz que o único problema do Sporting chama-se Jaime Marta Soares e seus “muchachos”, incluindo Poiraes Maduro

Autor: Vítor Santos | 8 de Junho de 2018

O presidente do Sporting reagiu esta sexta-feira à decisão do tribunal cível sobre a providência cautelar interposta por Jaime Marta Soares, e em declarações à SIC Notícias acusou o ex-presidente da Mesa da Assembleia Geral de ‘manipulação de informação’.

“A primeira coisa que alguém se apoia na construção é dizer a verdade. Não vou dar a minha interpretação, porque a errada já deu a Jaime Marta Soares. Houve um comunicado da direção e um de alguém que diz que é da Assembleia Geral. A alínea D elimina todos os pedidos para fazer a Assembleia e Poiares Maduro não pode mentir, porque lá disse indeferiu tudo. Estamos num exercício de manipulação de informação. Vocês estão a querer levar isto para questões de segurança. Marta Soares levou um não a tudo e omitiu. Poiares Maduro mentiu ao sportinguistas ao dizer que nós não somos democratas, isto quando nós estamos a cumprir legitimamente o nosso mandato”, começou por dizer o presidente do Conselho Diretivo do Sporting ao telefone com a SIC Notícias.

“Tudo o que foi requerido na providência cautelar foi indeferido. Está escrito no documento ‘indefere-se liminarmente o pedido do requerente’, incluindo a alínea ‘d’, que pretendia ‘permitir ao requerente as funções de presidente da MAG’. Está escrito ‘indefere-se liminarmente o pedido do requerente. Nenhum ponto foi diferido pelo tribunal. Se quiserem uma assembleia geral de destituição é entregar todos os requisitos junto do Sporting, porque não temos problemas em ouvir os sócios. Chega de mentir aos sportinguista. Se alguém aqui mente e adultera resultados chama Jaime Marta Soares e não Bruno de Carvalho. Não temos medo das decisões dos associados”, acrescentou Bruno de Carvalho.

“O Jaime Marta Soares omitiu a decisão no seu comunicado. A decisão do tribunal foi pegar em tudo o que ele pediu e indeferir. Queria que fosse apresentado um plano de segurança para a realização de uma assembleia. Indeferido! Tenho pena que se esteja a manipular as pessoas. O senhor Jaime Marta Soares falou em 3500 votos, na decisão refere-se que há um requerimento com em cerca de mil votos! O Poiares Maduro mentiu descaradamente aos sportinguistas, tenho pena, porque até o tinha em consideração. Está a fazer um exercício em termos jurídicos de perfeita ignorância. Diz que não somos democratas quando na realidade estamos legitimamente a cumprir o nosso mandato”, frisou o líder leonino.

“O único problema do Sporting chama-se Jaime Marta Soares e seus ‘muchachos’, incluindo Poiraes Maduro. Não disse ponta de verdade aos sportinguistas”, sentenciou Bruno de Carvalho.

Recorde-se que o Tribunal Cível considerou hoje Jaime Marta Soares como legítimo presidente da Mesa da Assembleia Geral do Sporting e validou a convocação de uma reunião magna para dia 23, apesar de faltarem os meios adequados para a realizar.

Na decisão cautelar, a que a agência Lusa teve hoje acesso, é dito que se “afigura sumariamente demonstrada a existência da qualidade do requerente [Jaime Marta Soares] e indiciariamente a convocatória da Assembleia Geral (AG) por quem de direito”.

Contudo, o juiz considerou que, na exposição de Marta Soares sobre a reunião magna, não são expostos os “meios adequados a acautelar que a Assembleia Geral não se transforme num risco para a integridade física dos participantes, mas simplesmente o cumprimento das formalidades necessárias para a sua integral realização”.

Pelo exposto, “indefere-se liminarmente o presente procedimento cautelar”, lê-se na decisão.

Deixe o seu comentário
Leia também