Polícias derrubam grades frente à Assembleia da República

Polícias em protesto derrubam grades em frente à Assembleia da República. Os ânimos exaltaram-se entre os manifestantes e os organizadores do protesto apelaram à calma

Polícias em protesto
Autor: Vítor Santos | 25 de Outubro de 2018

Os milhares de polícias concentrados esta quinta-feira junto à Assembleia da República derrubaram as grades que separam o fundo da escadaria do edifício, tendo o Corpo de Intervenção formado um cordão de segurança.

Os ânimos exaltaram-se entre os manifestantes e os organizadores do protesto apelaram à calma, mas os elementos da polícia e das forças de segurança em protesto acabaram por derrubar as grades de proteção normalmente usadas em manifestações.

Na escadaria junto à Assembleia está um forte aparato policial, colocando polícias frente a frente com polícias.

Segundo a organização, participam no protesto cerca de cinco mil elementos das forças e serviços de segurança sobretudo da PSP e da GNR.

Fonte policial disse à agência Lusa que foram destacados para o protesto elementos do corpo de intervenção de Faro, Porto e Lisboa.

Os organizadores do protesto – Comissão Coordenadora Permanente (CCP) dos Sindicatos e Associações dos Profissionais das Forças e Serviços de Segurança – querem entregar ao presidente da Assembleia da República uma moção onde explicam o seu desagrado por várias políticas do governo, nomeadamente a falta de efetivos e de investimento, o  desbloqueamento das carreiras, a contagem do tempo em que as carreiras estiveram congeladas e o reconhecimento da profissão de desgaste rápido.

A CCP é constituída pelos sindicatos e associações do setor, como ASPP/PSP, a APG/GNR, Sindicato Nacional do Corpo da Guarda Prisional, Associação Socioprofissional da Polícia Marítima, o sindicato dos inspetores do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) e os profissionais da Autoridade para a Segurança Alimentar e Económica (ASAE).

Atualização – terminou o protesto dos polícias em frente à Assembleia da República

Já terminou a manifestação das forças policiais desta quinta-feira. Os organizadores do protesto deram por terminada a manifestação às 20:45, mas o medir de forças entre os polícias à civil e os colegas fardados continuou durante quase mais uma hora em frente à Assembleia da República.

(Notícia atualizada às 22h20 – Com informação do final do protesto)

Deixe o seu comentário
Leia também