animais, , , "/>
últimas

Ponte assombrada faz os cães cometer suicídio

Publicado por Adília Vieira em 8 de Abril de 2019 | 13:58

Uma ponte assombrada que faz os cães cometer suicídio? Fica na Escócia e recomenda-se o uso de trela

Ponte assombrada

Siga-nos através do Facebook




Na ponte de Overtoun, em Dumbarton, na Escócia, os donos evitam passear os seus cães sem trela. Há quem diga que está assombrada, e é por isso que vários animais ficam desorientados e saltam para lá do muro. Para outros, a explicação é mais natural. Seja como for, os casos são tantos que a ponte é conhecida por Dog Suicide Bridge ou “a ponte do suicídio de cães”.

“Eu tinha a certeza que ela tinha morrido”, começa por dizer Lottie Mackinnon ao New York Times. A dona de Bonnie relatou ao jornal o dia em que a sua cadela, uma collie, se atirou ponte abaixo sem qualquer explicação.

“Algo se apoderou da Bonnie assim que nos aproximámos da ponte. Primeiro, ela congelou, mas depois apoderou-se dela uma energia estranha e ela correu e saltou por cima do muro”. “Foi um milagre ter sobrevivido”, acrescenta a dona da cadela, que a procurou desesperadamente entre os arbustos.

Um cão que se atira sem explicação de uma ponte possesso por uma força estranha? O relato é digno de uma história para assustar os mais novos, mas Bonnie não foi o único cão (neste caso, cadela) a agir de forma estranha na ponte de Overtoun, em Dumbarton. Segundo os escoceses, centenas de cães já saltaram os muros da estrutura gótica sem razão aparente, muitos dos quais não resistiram à queda.

O fenómeno é tal — investigadores locais estimam que mais de 300 animais saltaram da ponte; pelo menos 50 terão morrido — que os locais começaram a apelidar a ponte de Dog Suicide Bridge ou “a ponte do suicídio de cães”.

Alguns apontam explicações racionais, como as características do terreno e o cheiro de outros animais que deixam os cães num frenesim. Mas há quem tenha outras respostas. O local da ponte enquadra-se no conceito celta de “thin place”, isto é, um lugar místico onde a distância entre o céu e a terra colapsa e é possível ter vislumbres do divino ou de algo transcendente.

“As pessoas em Dumbarton são muito supersticiosas”, conta Alastair Dutton, um taxista local ao The New York Times. “Crescemos nestes terrenos, e acreditamos que há fantasmas aqui porque todos já vimos ou sentimos a presença de espíritos aqui”.

Para Bob Hill, que vive junto à ponte, apesar de reconhecer que Overtoun é “mais espiritual que outros sítios”, a explicação é simples: “Os cães captam cheiro de doninhas, martas ou outros mamíferos e saltam o muro da ponte”. Mas sim, admite, “a Escócia é o tipo de local onde há muito de sobrenatural, e isso é comum na vida das pessoas”.

Para Paul Owens, que cresceu nesta cidade e é professor de religião em Glasgow, não há dúvidas: “Depois de 11 anos de investigação (Paul publicou um livro sobre o fenómeno), estou convencido de que há um fantasma por detrás disto tudo”.

E a sua teoria é popular entre os locais, que cresceram a ouvir histórias sobre a “dama branca de Overtoun”, uma mulher que esteve de luto 30 anos após a morte do marido em 1908. “O seu fantasma deambula por aqui desde essa altura. Ela já foi vista em janelas ou a passear pelos campos”, contra Marion Murray, que mora em Overtoun.

Em 2010, David Sands, especialista em comportamento animal, estudou o fenómeno e excluiu qualquer possibilidade de os animais se atirarem intencionalmente. Ele corrobora a teoria de que os animais, sobretudo aqueles com maiores capacidades olfativas, são atraídos pelo cheiro de outros mamíferos que vivem debaixo da ponte. Mas até ele reconheceu que a ponte tem “um feeling estranho”.

O caso da ponte é tão mediático que chegou a integrar uma série americana de televisão chamada “The Unexplained Files”.


Deixe o seu comentário

Leia também

Notícias relacionadas
Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE