últimas

Os portugueses têm de apreender a ser racistas

Publicado por Vítor Santos em 31 de Outubro de 2018 | 18:36

Por mim haviam raças que acabavam já! Sou a favor do extermínio dos que usam o rapto e o homicídio para calar os seus opositores

António Costa e Marcelo Rebelo de Sousa

Siga-nos através do Facebook

Pagamos quase 18 milhões de euros/ano para sustentar um presidente da República que perante as tragédias e corrupção conhecidas no país apenas se limita dizer “é preciso apurar o que se passou”. Mas os desgraçados que ficaram sem casa devido aos incêndios continuam a viver ao relento e os corruptos em liberdade.

Ontem veio a público que os funcionários do Palácio de Belém ganharam mais de meio milhão de euros em horas extraordinárias. O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, justificou o aumento dos gastos com horas extraordinárias com a entrada em vigor das 35 horas.

Esperem lá… mas o Governo não disse que a redução para 35 horas semanais não iria ter impacto na despesa? Afinal quem mente aos portugueses? O Presidente da República ou o Governo?

Até quando os portugueses vão admitir que a cambada que governa este país nos minta e roube descaradamente quem trabalha todos os dias?

Os portugueses têm de apreender a ser preconceituosos. Terem preconceito com gente pequenina com complexos de superioridade. Terem preconceito com gente tacanha que se rende à extrema esquerda para chegar ao poder.

Os portugueses têm de apreender a ser racistas. Por mim havia raças que acabavam já!

Sou a favor do extermínio dos que usam o rapto e o homicídio para calar os seus opositores. Sou a favor do extermínio da raça dos filhos da puta que se julgam no direito de inferiorizar o outro ser humano pela sua cor, pelo seu credo ou condição social.

Sou a favor do extermínio da raça dos que se julgam no direito de roubar, aterrorizar ou exterminar outras raças.

Os portugueses têm de apreender a separar os géneros porque há géneros de pessoas inferiores e desprezíveis, o género facista, o género terrorista, o género de merdas que despreza o valor da justiça, da igualdade e até o próprio valor da vida humana só para satisfazer os seus caprichos.

O género Hitler, Franco, Stalin, Kim Jong, Sadam, Mugabe, Mussolini, Mao, Kadafi, Salazar, Al-Bashir e Pol Pot.

E o pior de tudo é que eu sei e os portugueses também sabem que no anonimato da multidão, há muito mais oportunistas do que aqueles que o país devia suportar mas que, cobardemente ocultos no meio da multidão nunca dão a cara para que não se lhes possa apontar o dedo. Mas ficam à espera silenciosamente da sua oportunidade para integrar um Governo socialista e começar a sacar.

É preciso dizer BASTA!

Opinião Vítor Santos (diretor da MTV)


Deixe o seu comentário

Leia também

Notícias relacionadas