bala matou luis grilo, , , , " />
últimas

Rosa Grilo escreve nova carta ao amante

Publicado por Adília Vieira em 5 de Fevereiro de 2019 | 18:01

Intercetada nova carta de Rosa Grilo para o seu amante. MP diz que cartas trocadas podem conter provas ou até mesmo abrir novas linhas de investigação

Rosa Grilo

Siga-nos através do Facebook

Ministério Público diz que cartas trocadas entre Rosa Grilo e António Joaquim podem conter provas ou até mesmo abrir novas linhas para investigar o caso do homicídio de Luís Grilo, o triatleta assassinado em julho do ano passado.

O Estabelecimento Prisional de Tires voltou a intercetar uma nova carta de Rosa Grilo para o seu amante, António Joaquim. A carta não tinha remetente mas a cadeia suspeitou de imediato que se tratasse de uma carta escrita a pedido de Rosa Grilo, escreve o Correio da Manhã na edição desta terça-feira.

Depois de informado, o Ministério Público  (MP) mandou apreender a missiva por considerar que esta pode ser relevante para o caso que está a ser investigado há vários meses pela Polícia Judiciária.

Para o MP, é importante que as cartas sejam apreendidas para verificar se “existe alguma prova ou eventual acréscimo de alguma linha de investigação que importe encetar e que possa contribuir para o cabal e pormenorizado esclarecimento da verdade dos factos”, lê-se na mesma publicação.

Esta já não se trata da primeira vez que a mulher do triatleta assassinado tenta contactar o seu amante, António Joaquim, através de cartas escritas dentro da cadeia.

Recorde-se que Luís Grilo esteve desaparecido durante mais de um mês, tendo o seu corpo sido encontrado no dia 24 de agosto em Avis com indícios de morte violenta.

Mais tarde, Rosa Grilo e o seu amante foram detidos por serem os principais suspeitos da morte do triatleta. A mulher está detida na Cadeia de Tires e está acusada da prática dos crimes de homicídio qualificado, profanação de cadáver e detenção de arma proibida.

Já António Joaquim está detido sob suspeita de ter cometido o crime em conluio com Rosa Grilo e encontra-se na cadeia anexa à Polícia Judiciária de Lisboa.


Deixe o seu comentário

Leia também

Notícias relacionadas
Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE