Se as eleições fossem hoje, Chega triplicaria votos

Publicado por Horta e Costa em 23 de Dezembro de 2019 | 11:17

O partido liderado por André Ventura continua a crescer. Se as legislativas fossem hoje, o Chega reuniria 5,7% das intenções de voto

Em caso de novas eleições, o partido Chega poderia ser a grande surpresa: o barómetro da Intercampus para ao Correio da Manhã e CMTV aponta para um total de votos quase três vezes superior ao obtido na última ida às urnas.

Em Outubro, o partido liderado por André Ventura conquistou 1,29% dos votos. Nesse mês, o barómetro subiu para 2,5%, após as eleições, e agora volta a saltar: se as legislativas fossem hoje, o Chega reuniria 5,7% das intenções de voto – o que deixa o Chega muito próximo do PAN, cuja popularidade também cresceu ao longo dos últimos dois meses.

Dos 3,32% de votos verificados em Outubro, o PAN subiu para 6,1% de intenções no barómetro de Dezembro. Mais do que isso: aparece colado ao PCP, que tem visto as intenções de votos descer desde Outubro (6,3%).

O PS, por seu turno, regista uma queda para 33,9%. E para onde vão os votos que deixaram o partido de António Costa? A mesma análise revela que não terão ido para o PSD, que, apesar de ter ganho votos desde então, não vai além dos 25,7%.

O Correio da Manhã sublinha que uma das grandes surpresas do inquérito da Intercampus prende-se com o Livre, após as polémicas que envolveram a deputada Joacine Katar Moreira e a direcção do partido. Passou de 1,09% de votos nas eleições para 2,7% no barómetro do mês seguinte e, agora, cai para 1,09%.

O barómetro de Dezembro aponta também para intenções de voto na ordem dos 3,9% para o CDS e dos 10,7% do Bloco de Esquerda.

Deixe o seu comentário

Siga-nos através das redes sociais

últimas
Leia também