Sentimento de insegurança em Estremoz

Publicado por Mtv notícias | Lusa em 8 de Março de 2019 | 22:49

Governo diz que vai tomar medidas para resolver “sentimento de insegurança” existente em Estremoz

Estremoz

A secretária de Estado Adjunta e da Administração Interna, Isabel Oneto, afirmou hoje que vão ser tomadas medidas para resolver o “sentimento de insegurança” que existe em Estremoz, em concreto na zona do bairro das Quintinhas.

Isabel Oneto teve hoje uma reunião com o presidente da câmara de Estremoz, Francisco Ramos, num processo que está em curso desde setembro.

“Desde setembro que estamos a acompanhar a situação em Estremoz de insegurança e de sentimento de insegurança da população. Estamos a iniciar um conjunto de procedimentos para resolver a situação, procurar reduzir o número de situações que preocupam e repor o sentimento de segurança”, disse, em declarações à Lusa.

A secretário de Estado Adjunta e da Administração Interna explicou que existe uma zona, o Bairro das Quintinhas, que é considerada problemática, existindo várias vulnerabilidades sociais associadas.

“Iniciámos um processo para identificar os problemas da comunidade e procurar criar programas de integração. Fizemos um levantamento das situações de risco ao nível da Proteção Civil, sobre a tipologia da população, e estamos a delinear estratégicas de atuação para resolver os problemas”, defendeu, acrescentando que a PSP também identificou situações que é preciso resolver.

Entre as medidas a tomar, em conjunto com a autarquia de Estremoz, estão o combate ao absentismo escolar, a ocupação de tempos livres de crianças e jovens, a limpeza urbana, entre outras.

“Uma criança que falta escola, é comunicado à PSP, que vai à procura da criança. Não pode haver sistematicamente absentismo escolar. Já foi visto onde não existem pontos de luz, os carros abandonados, a limpeza urbana, todas estas são medidas que devem ser tomadas para dar um sinal à população de que a zona está a mudar”, explicou, referindo que algumas ações já estão no terreno.

Isabel Oneto salientou que as patrulhas da PSP só serão reforçadas em caso de necessidade, salientando que isso faz parte da atividade operacional das autoridades.

“Estamos a montar um programa, fazendo um reforço policial sempre que necessário, mas fazendo esta integração. Vamos, em conjunto, tentar resolver os problemas um a um”, frisou, afirmando que estão programadas novas reuniões.

Deixe o seu comentário

Siga-nos através das redes sociais

últimas
Leia também
Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE