joana marques vidal, , , , " />
últimas

Sinto-me traído por Marcelo

Publicado por Vítor Santos em 20 de Setembro de 2018 | 22:05

Tudo mentira, Marcelo! Tu mentes aos portugueses! Afinal, tu és igual a todas aquelas ratazanas que proliferam pela Assembleia da República! Que desilusão…

Marcelo Rebelo de Sousa

Siga-nos através do Facebook

Tenho para mim que o pior sentimento que um ser humano pode sentir é a traição.

Conheço Marcelo, almocei e jantei com Marcelo. Votei em Marcelo e, hoje, sinto-me traído porque nunca imaginei que o professor, jornalista, comentador e atual Presidente da República fosse capaz de ceder à máquina maquiavélica socialista no sentido de não reconduzir Joana Marques Vidal no cargo de Procuradora Geral da República.

Sinto-me ainda mais traído por ter acreditado no teatro presidencial em que Marcelo foi principal protagonista.

Primeiro passa a ideia de que faz um esforço enorme para convencer Joana Marques Vidal a continuar no cargo; depois, revela que perante a sua insistência, a magistrada aceita continuar no cargo.

Tudo mentira, Marcelo! Tu mentes aos portugueses! Afinal, tu és igual a todas aquelas ratazanas que proliferam pela Assembleia da República! Que desilusão…

Para quê todo esse teatro que encenaste em torno da atual Procuradora Geral da República? Se sabias que seria impossível resistir à máquina trituradora socialista, porque razão convenceste Joana a continuar no cargo? E porque razão iludiste os portugueses?

Bem sei que Carlos César tem um enorme poder dentro do PS. E é público a sua insistência na interpretação na limitação do cargo de Procurador Geral da República. Mas tu tinhas poder de decisão nesta matéria! E vais ceder a esta gentalha que outra coisa não pretende do que aniquilar todos os processos em que os seus camaradas estão envolvidos?

Ao acederes nomear Lucília Gago, não te passou pela cabeça que o caso Sócrates pode ser visto como um factor de influência política nesta decisão pela parte do Governo?

Eu não te perdoo Marcelo. E estou certo que a maioria do portugueses, não aqueles que tiram selfs contigo e que te bajulam todos os dias, mas aqueles que te elegeram, também não te vão perdoar.

Vítor Santos


Deixe o seu comentário

Leia também

Notícias relacionadas