desporto, , , , "/>
últimas

Sporting perde no Algarve

Publicado por Vítor Santos em 7 de Outubro de 2018 | 21:12

Os “leões” perderam este domingo no reduto dos algarvios. Do gelo ucraniano ao calor do Algarve, Sporting não aguentou a mudança de temperatura

Portimonense - Sporting

Siga-nos através do Facebook

O Sporting entrou este domingo em campo para defrontar o último classificado do campeonato nacional: o Portimonense. Mas, num jogo inesperado, os algarvios derrotaram os ‘leões’ por 4-2 e conseguiram roubar três pontos à equipa de José Peseiro.

Os primeiros vinte minutos de jogo passam sem picos de emoção, é então compreensível que o resultado se mantenha por inaugurar. A falta de ligação entre setores, de ambos os lados, faz com não haja lances com perigo a registar. O mais perto que os ‘leões’ estão de “perigo” é um livre marcado por Bruno Fernandes aos 16 minutos, mas que acaba na malha lateral da baliza de Leo. Enquanto o Sporting ‘dorme’, o Portimonense começa a ganhar espaço.

Da equipa de António Folha o perigo vem de Tabata, a qualidade técnico do jogador do Portimonense faz com que este fique perto de derrubar Salin, vale Coates que corta a bola. Ao minuto 30 as ameaças tornam-se reais e a equipa da casa inaugura o marcador. Num contra-ataque dos algarvios, Wilson Manafá finta Coates e com um remate rasteiro desarma Salin.

Depois do golo sofrido, o Sporting podia ter acordado, mas tal não acontece e os algarvios aproveitam os erros defensivos dos ‘leões’. Ainda antes do intervalo, Shoya Nakajima faz o segundo do Portimonense. Nakajima, Paulinho, Manafá mostram uma jogada de grande qualidade pela ala esquerda e deixam Salin sem hipótese.

As más notícias para Peseiro não param de aumentar e além de mais um golo sofrido, a equipa dos ‘leões’ perde ainda o guarda-redes. Salin bate com a cara no poste e é substituído por Renan Ribeiro. Acabada a primeira parte do jogo, a verdade é que o resultado é justo. A equipa de Peseiro entra mal no jogo, não consegue manter a bola e acumula erros defensivos. Já o Portimonense aproveita (e bem) todos os maus momentos do adversário.

A começar a segunda parte, o técnico leonino faz logo uma alteração à equipa: sai Raphinha e entra Nani. O Sporting começa então a dar os primeiros sinais de querer segurar as rédeas do jogo.

Os segundos 45 minutos mostram equipas diferentes. Enquanto o Portimonense se ‘encosta’ ao resultado, o Sporting luta para fazer a reviravolta. Ao minuto 63 Montero concretiza o objetivo. Pelo lado esquerdo e em consonância com Nani, Acuña cruza para o internacional português que solta para o colombiano finalizar.

Mas o domínio dos ‘leões’ foi sol de pouca dura e ao minuto 82 Nakajima bisa e aumenta a vantagem sobre o Sporting. Na sequência de um pontapé de canto, a bola sobra para o avançado japonês de 24 anos que remata para o fundo da baliza de Renan.

Os ‘leões’ não se deixam ficar e ainda reduzem para 3-2, por Coates. Nani cruza para o defesa uruguaio que cabeceia para o golo dos ‘leões’.  Mas, aos 93 minutos, João Carlos tira a (pouca) esperança que restava à equipa de Alvalade e faz o quarto golo dos algarvios. Estava fixado o resultado e a derrota do Sporting com o último classificado.


Deixe o seu comentário

Leia também

Notícias relacionadas
Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE