Três galáxias colidiram e o Hubble registou

Com um movimento em espiral através do espaço, três galáxias colidiram e o telescópio Hubble registou tudo numa imagem arrebatadora

Galáxias
Autor: Adília Vieira | 25 de Fevereiro de 2022

A ESA divulgou uma imagem fascinante que mostra, pela primeira vez, uma colisão cósmica e consequente fusão de três galáxias. O momento arrebatador foi registado pelo telescópio Hubble.

Com um movimento em espiral através do espaço, três galáxias distantes chocam e unem-se numa nova e fascinante fotografia captada pelo telescópio espacial Hubble. O objeto chama-se IC 2431 e está localizado a cerca de 681 milhões de anos-luz da Terra, na constelação de Caranguejo, de acordo com a informação divulgada pela ESA.

A imagem mostra a fusão tripla de galáxias em desenvolvimento, bem como uma mistura tumultuada de formação de estrelas e distorções causadas pelas interações gravitacionais do trio galáctico.

A fusão foi detetada graças a um projeto científico organizado por cidadãos denominado Galaxy Zoo, que desafiou mais de 100.000 voluntários a classificarem imagens do telescópio espacial de 900.000 galáxias, que nunca tinham sido examinados a fundo.

Este projeto realizou em 175 dias o que os astrónomos levariam anos a alcançar, refere a NASA, acrescentando que a iniciativa já rendeu uma série de descobertas emocionantes, como esta.

As fusões galácticas não são exatamente uma coisa nova. O Hubble registou a fusão de duas galáxias no início do ano e há inclusive a previsão de que a Via Láctea irá colidir com a galáxia de Andrómeda, em algum momento, daqui a 4,5 mil milhões de anos.

Leia também