Tribunal autoriza prisão de Lula da Silva

Publicado por Vítor Santos em 5 de Abril de 2018 | 21:39

Brasil: Tribunal autoriza prisão de Lula da Silva, que terá de se apresentar à Polícia Federal até às 17 horas desta sexta-feira, 6 de abril… [ ]

Brasil: Tribunal autoriza prisão de Lula da Silva, que terá de se apresentar à Polícia Federal até às 17 horas desta sexta-feira, 6 de abril


O juiz brasileiro Sérgio Moro, responsável pelo processo Operação Lava Jato em primeira instância, determinou hoje a prisão do ex-Presidente Luiz Inácio Lula da Silva, condenado já em duas instâncias por corrupção e branqueamento de capitais.

O Tribunal Regional Federal (TRF-4) enviou esta quinta-feira para o juiz Sergio Moro o ofício que autoriza a prisão do ex-presidente brasileiro Lula da Silva.

Moro disse já que Lula tem até às 17 horas desta sexta-feira, 6 de abril, (21h em Lisboa) para se apresentar à Polícia Federal de Curitiba.

A votação do pedido de ‘habeas corpus’ [garantia que permite aguardar julgamento em liberdade] do antigo presidente brasileiro Lula da Silva arrastou-se desde cerca das 14:00 (18:00 em Lisboa) até bem para lá da meia noite (4 da manhã de dia 5, em Lisboa). O ex-presidente pode, assim, ser preso com o esgotamento dos recursos no Tribunal Regional Federal da 4.ª Região, com sede em Porto Alegre.

Um a um, os dez juízes do Supremo Tribunal Federal do Brasil decidiram o futuro do antigo presidente Lula da Silva, condenado em duas instâncias judiciais e que pretendia ficar em liberdade até à decisão final. Numa votação que deixou tudo em aberto até ao fim, o desempate ficou nas mãos da presidente, que deitou o décimo primeiro voto, confirmando a negação do recurso.

A prisão do ex-chefe de Estado está relacionada com um dos processos da Operação Lava Jato, o maior escândalo de corrupção do Brasil. Lula foi condenado por ter recebido um apartamento de luxo como suborno da construtora OAS em troca de favorecer contratos com a petrolífera estatal Petrobras.

A execução provisória da pena não deverá impedir juridicamente a candidatura presidencial de Lula da Silva, à frente nas sondagens para as eleições de outubro.

Deixe o seu comentário

Siga-nos através das redes sociais

últimas
Notícias Relacionadas
Leia também