Ucrânia: Que um raio silencie o tiranete assassino

Que um raio silencie o tiranete assassino antes que nos ponha em guerra, disse Ana Gomes depois do Kremlin reconhecer a independência de duas regiões

Ana Gomes
Autor: Horta e Costa | 21 de Fevereiro de 2022

A ex-deputada no Parlamento Europeu Ana Gomes teceu hoje fortes críticas contra o presidente russo Vladimir Putin durante o discurso desde após o Kremlin anunciar reconhecer a independência de duas regiões separatistas.

Numa publicação feita na rede social Twitter, Ana Gomes diz estar “a ouvir o facínora Putin em direto” a “praguejar rudemente”.

“[Estou] a pedir a qualquer providência que faça um raio descer e silenciar o tiranete assassino antes que nos ponha de novo em guerra na Europa”, escreve a ex-candidata presidencial.

Ana Gomes conclui com a hashtag #SlavaUkraine [Glória à Ucrânia].

Durante o discurso, Putin exaltou a história da Ucrânia, na sua visão, indicando que a “Ucrânia moderna foi inteiramente criada pela Rússia”.

O presidente russo já assinou a declaração que reconhece a independência dos territórios separatistas de Donetsk e Luhansk na Ucrânia.

Leia também